Domingo, Maio 29, 2016
   
Text Size


A balança

Avatar

Norman era um bom sujeito, no entanto tinha um defeito que irritava a todos: Era rabugento, sabia apenas queixar-se de seus infortúnios. Concluía ele que nada lhe era positivo. Foi então numa destas queixas que um anjo alado surgiu abrindo um portal que o levou a uma dimensão paralela. Nela, uma gigantesca balança de aço, com torres do tamanho de um guindaste equilibrava dois pratos enormes de prata presos a imensas correntes. Em cada um deles um monte de objetos indecifráveis que segundo o ser alado respondiam pelas boas, e pelas más coisas que lhe acontecia. Para surpresa do homem incrédulo, a balança se mostrava em perfeito equilíbrio. 



Adicione este artigo à sua Rede Social favorita
Digg! Reddit! Del.icio.us! Google! Live! Facebook! StumbleUpon! Yahoo! Joomla Portal
Comentários (0)
Escrever um comentário
Your Contact Details:
Gravatar enabled
Comentário:
[b] [i] [u] [url] [quote] [code] [img]   
Security
Por favor coloque o código anti-spam que você lê na imagem.

Viagens Etéreas e Psicodélicas Impressas no Éter Universal

Divulgue o Simplicíssimo

 
 

(by Carla)

Login



Restore Default Settings