avatar
Muito bom texto, Douglas, e você o fechou muito bem; gostei do "...pois nos cemitérios ainda se
permitia o agouro das corujas..."; abraços.