Segunda, Fevereiro 08, 2016
   
Text Size


Zaruth

Avatar

  Um pequeno pássaro. Este era Zaruth. Um corpo frágil, pequeno, porém bastante ativo no coração da floresta. Seus pés enrugados carregavam sementes semeando e multiplicando a vida que dava cores ao mundo que vivia. E não raro, quando volta e meia o fogo maculava seu habitat, seu bico envergado e curvo levava água para amainar o incêndio.

Enquanto ele fazia tudo isso, o Rei, com sua juba tão densa ao ponto de cegar-lhe às vistas, passava os dias a prestar honraria aos que lhe garantiam o cetro. Não, não era uma tarefa fácil ser leão, em vasta floresta com Carvalhos reclamões, e corticeiras ambiciosas. De olho nisto tudo, o Rei não percebeu o dia que Zaruth partiu.

Um dia cinzento, e que marcou justamente a estação em que a vida deixou de se multiplicar... As novas árvores não nasceram, as mais antigas a mercê do tempo secaram, e levou longos anos até que o deserto tomasse a mata, e um Rei incrédulo não compreendia o que havia acontecido com seu reino.



Adicione este artigo à sua Rede Social favorita
Digg! Reddit! Del.icio.us! Google! Live! Facebook! StumbleUpon! Yahoo! Joomla Portal
Comentários (3)
  • Frank Santos  - Excelente
    avatar
    É, quem ama cuida, senão pode ser tarde demais. Ótimo texto.
  • Douglas Eraldo dos Santos  - obrigado!
    avatar
    Pessoal, obrigado pelos comentários. Sigo sempre em busca de idéias novas! Que bom que estão
    gostando!
Escrever um comentário
Your Contact Details:
Gravatar enabled
Comentário:
[b] [i] [u] [url] [quote] [code] [img]   
Security
Por favor coloque o código anti-spam que você lê na imagem.

Viagens Etéreas e Psicodélicas Impressas no Éter Universal

Divulgue o Simplicíssimo

 
 

(by Carla)

Login



Restore Default Settings